Ocorreu um erro neste gadget

domingo, novembro 03, 2013

Samanea tubulosa (Benth.) Barneby & grimes

Árvore da Chuva embeleza a paisagem com suas flores que parecem da esponjinha, Calliandra brevipes. Segundo vemos na internet e em toda parte é uma árvore muito usada no paisagismo e arborização de calçadas e praças. Existe outra parecida chamada samanea saman originária do norte da América Latina e segundo alguns é encontrada também no NE brasileiro. Sempre passo por esse exemplar que fica na Fazenda Pau D´Alho em Campinas, próximo ao CPqD e esse ano resolvi registrar as flores. Encontramos mudas dessa árvore para vender no site da Bioverde e da Ceasa de Campinas.

segunda-feira, agosto 15, 2011

Novo Blog

Quem me conhece nesse blog sobre plantas talvez não saiba que tenho outros blogs. Atualmente tenho dado mais foco no blog Tecnopapo onde comento notícias publicadas na internet sobre assuntos variados. Dá um pulo lá e se gostar me siga!

  technopapo.com

sábado, outubro 09, 2010

Cochlospermum vitifolium

Essa é uma árvore muito bonita que ladeia aqui a estrada em frente ao CPqD. As flores são grandes. Dizem ser comum no cerrado. Recomendo para arborização urbana pois sua flores duram bastante e não faz muita sombra.
Posted by Picasa

quarta-feira, agosto 11, 2010

Leitor na asa da borboleta

Para quem não viu e ainda acha que estou alucinando, mostro aqui em detalhe onde foi que eu vi uma pessoa lendo na asa da borboleta. Vejo aqui uma pessoa sentada de cabeça baixa lendo, conseguem ver agora? Então é só olhar que vai encontrar ela na asa da borboleta da outra foto!! Se continuam sem ver tudo bem. Alucinei mesmo.

domingo, agosto 08, 2010

Chrysanthemum coronarium - Margarida amarela

Essa mania de Rubem Braga às vezes me ataca, ainda mais hoje que é dia dos pais. Tirei a foto da borboleta amarela que parece que está assistindo a margarida. Acho que viajei na maionese quando enxerguei na asa esquerda no alto a figura de uma pessoa sentada com um livro no colo. Clica na foto para ela aumentar e confira minha viagem Roschardiana.
Posted by Picasa

Luehea Grandiflora - Açoita-cavalo


Com os nomes comuns de açoita-cavalo e mutamba-preta essa bela árvore fica em Campinas numa pequena mata ciliar em Barão Geraldo.
A palavra mutamba apesar de ser uma região da áfrica e também ser usada para designar pessoas dessa região não parece ser a origem do nome. Há referências que mutamba seria fruta dura em tupi, o que faria mais sentido. Não consegui confirmar essa versão mas assim que colocar as mãos no Silveira Bueno eu tiro a dúvida. O nome açoita-cavalo vem, claro, do uso que se fazia dos ramos como chicote.


Andira Fraxinifolia - Angelim-rosa


Esse inverno em Campinas está mais florido, As chuvas do verão e o friozinho fizeram explodir milhares de flores por toda parte. Até minha petrea que nunca tinha dado flor esse ano inaugurou um cachinho roxo. Enquanto isso encontrei essa andira aqui em Barão Geraldo. As flores quando vistas de perto são incríveis, nessa praça existem 3 dessas e todas estão floridas.

Não sei se o nome angelim vem de anjo, ou angélico, os anjos não tem sexo, como sabemos, e não vamos discutir isso aqui mas reparem que as flores quando fechadas parecem um pequeno falo e quando se abrem parecem uma vulva. Quem sabe foi essa a inspiração de quem a nomeou?


sexta-feira, junho 18, 2010

Saramago

O Saramago era uma figura muito triste. Brigou com os judeus por seus comentários anti-semitas e brigou com os cristãos quando escreveu o Evangelho segundo Jesus Cristo, brigou com os crentes por ser ateu. Brigou também com a direita por ter apoiado a esquerda e com a esquerda por ter se mostrado descrente com Cuba. Brigou com o continente e foi morar numa ilha. Brigou com a língua portuguesa e escreveu vários livros quebrando suas as regras, e era contra a unificação do portugues, contra a unificação da Europa e do Euro. Morreu sendo amado por tudo isso e odiado pelos mesmos motivos. Por dentro desse pensador fabulista, perambulava um critico das fragilidades humanas. Escreveu alguns livros muito bons e outros que  considero uma chatura sem fim (pois nunca cheguei ao fim). Não concordo com sua visão pessimista, com sua visão de soluções sem soluções, de utopias inalcaçáveis que como que nos amaldiçoam por estarmos longe delas e estas serem inatingíveis. Ele via a fragilidade humana com muita agudeza, nossos vícios, nosso delírios, nossas fraquezas. Sempre com esse viés sombrio do homem só sem solução, sem opções. Muito bom para nos despertar e chacoalhar, para machucar um pouco nosso egoísmo, e aplacar nossos momentos argentinicamente ególatras. Espero que ele descanse em paz e enfim descubra se vai passar sua eternidade no céu, no inferno ou apenas nos corações daqueles que o amaram.

segunda-feira, outubro 19, 2009

Artocarpus altilis - Fruta-pão


Fruta-pão é parente da jaca e talvez do Brizola também pois é uma fruta do tipo ame ou odeie. Chegou no Brazil já no século XVI vindo da ásia. É muito consumida na polinésia. Na internet pode-se encontrar dezenas de receitas e a mais fácil é a que se cozinha na água depois de fatiar e depois frita. Não sei se os pesquisadores da Fundação Casa de Rui Barbosa onde essa está a consomem. Rui Barbosa além de homem de letras se interessava por botânica e no jardim da sua casa encontramos muitas coisas interessantes, como essa árvore.
Posted by Picasa

Fundação Casa de Rui Barbosa

Essa é uma visão dos jardins da Casa do Rui Barbosa no Rio de Janeiro. A construção era um lugar para se tomar banho após a praia. Ele é cercado por um lago que não aparece na foto. Ao fundo o prédio do centro de pesquisas. O jardim é aberto ao público e a população do bairro é frequentadora. Ótimo local para ler um jornal, e curtir uma manhã de sol. Trata-se de um Oásis na famosa Rua São Clemente que está sempre engarrafada.
Posted by Picasa

Melaleuca


Em Barão Geraldo vários moradores plantam melaleucas, mas essas estão em uma área pública. A casca da árvore se desfolha como um monte de jornal torcido e rasgado. As flores são lindas de um branco chantili, combinando com a casca. Nesse local da foto tem muitas outras e é um espetáculo ver todas juntas na floração. Me parece que são australianas como o eucalipto.
Posted by Picasa

segunda-feira, outubro 12, 2009

Solanum rantonnetii


Solanum rantonnetii. Árvore batata azul. Nessa família Solanum tem muita flor bonita, algumas bastante tóxicas como a conhecida como Blue witch, essa aí é originária da Argentina e Paraguai, porém a foto foi tirada em São Francisco na Califórnia. Da mesma família temos a batata, o tomate e a beringela.
Posted by Picasa

Agave angustifolia v.marginata

Esse agave fica na minha casa, comprei pequeninho num vasinho e virou imenso. Deve estar com 1,7m mais ou menos. .
Posted by Picasa

Agave americana var. Picta

Agave americana. Com pouco mais de 2 metros de altura, sem contar a haste central, esse agave é o centro das atenções no jardim da minha avó. Parece um agave adolescente que não quer pentear o cabelo. Um revoltado com as regras a que a maioria dos agaves são submetidos; pois todos os outros tem suas folhas bem arrumadas com exceção do primo agave polvo. Essa planta é uma escultura linda, e o mais difícil é conter o jardineiro que queria cortar as folhas de baixo. Mas ele tem ordens expressas de não cortar nada, assim podemos desfrutar essa beleza sinuosa, intensa e revoltada.
Posted by Picasa

quarta-feira, outubro 07, 2009

Na pedra Grande em Atibaia

Subir a pé na Pedra Grande de Atibaia é um ótimo passeio. Encontrei essa florzinha por lá que me chamou atenção.
Posted by Picasa

sábado, julho 19, 2008

Erythrina Verna Vell






Mulungu. Aqui em Barão encontramos todo tipo de árvores, principalmente em frente às casas mais antigas. Os novos moradores preferem cortar as árvores pois não as entendem. Esse mulungu é um espetáculo por si só, ainda mais quando está cheio de pássaros que vêm bicar as flores. Esse fica bem perto do Boldrini, conhece vale vir para conferir.
Posted by Picasa

quarta-feira, janeiro 30, 2008

Clitoria fairchildiana

Sombreiro. Essa grande árvore tem essa flor singular. O formato da flor e o nome científico da árvore dizem tudo.
Boa para arborização de parques e jardins não é tão boa para calçadas pois suas raízes são superficiais. Esse exemplar é um dos vários no Parque Ecológico de Barão Geraldo, esse parque que já foi o viveiro municipal conta com uma variedade de espécies muito grande e é um passeio ótimo.
Posted by Picasa

terça-feira, janeiro 29, 2008

Ficus

Esse exemplar gigante faz jus a lenda dos ficus de serem eternos. Eles crescem indefinidamente. No meio as vezes forma um oco que servia de casa para feiticeiras da idade média, como na história da moura torta.
Essa fica na Fazenda Rio das Pedras e não está sozinha, lá muitas outras figueiras monumentais ornam o pasto.
Posted by Picasa

Delonix Regia

Flamboyant. Essa árvore é típica de várias regiões do Brasil. Por sua copa espalhada na horizontal é excelente para ser plantada ao longo de caminhos para fazer sombra. O problema são as raízes que destroem calçadas. Portanto prefira usá-la na entrada da sua fazenda, da porteira até a casa principal, colocando várias lado a lado. Se você não tem uma fazenda, como eu, pode admirar suas belas flores vermelhas. Existe também outras cores, mas nenhuma é reproduzível, elas simplesmente acontecem na natureza, mas suas sementes geram árvores de flores vermelhas. As outras cores são laranja e amarelo.
Posted by Picasa

Jasmin Manga

O Jasmim Manga tem a variedade vermelha, a branca e essa rosa pêssego da foto. Ele nunca cresce muito alto, sendo uma boa árvore para se plantar onde tem postes com fiação. Essa aí fica na Escola do Sítio em Barão Geraldo e é um exemplar especialmente bonito. O tronco fino não impacta a calçada tampouco.
O único cuidado é com lagartas que quando aparecem adoram as folhas e ela fica pelada.
As crianças gostam de subir por ter muitos galhos lisos, mas seus galhos finos não são adequados para isso.
Posted by Picasa

Eritrina Falcata

A bela Eritrina é também conhecida como mulungu. Sua casca e raizes dizem ser medicinal para elaboração de anti-depressivo. Excelente para ser plantada na porta de uma clínica psiquiátrica. Pelo menos dá um alto astral.
Sua floração dura bastante.
Existem muitas eritrinas e todas com flores vermelhas. A eritrina speciosa, também conhecida como candelabro também aparece com flores rosas. E essa aí também existe uma variedade branca que é conhecida como eritrina alba (claro!)
Posted by Picasa

domingo, setembro 23, 2007

Paineira

Essa paineira velha e morta, se sustenta em sua beleza e em uma força, uma presença de força, presença dura. Apesar de velha e morta está viva sua beleza e perpetuada na foto e na lembrança de uma velha paineira que tanta sombra já deve ter feito
Posted by Picasa

Cassia javanica

Cassia-rosa. A cássia da foto fica em frente a minha casa e a cada ano fica mais bonita com mais flores e com a floração mais demorada. Foi plantada entre um pau-ferro e uma sibipiruna que pode ser vista na foto também com suas flores amarelas começando. Essa espécie marcou minha infância pois tinham três grandes e velhas cássias no sítio da minha avó que floresciam em frente a casa. Todo ano eles nos recebiam com seus imensos buquês rosas comemorando o início de nossa temporada no sítio. Essa árvore também era chamada erroneamente de acácia o que acabou fazendo o sítio ser conhecido como sítio das acácias. Ter uma dessas na frente de casa me ajuda a lembrar dos momentos gostosos que passei naquele sítio com a família.
Posted by Picasa

segunda-feira, agosto 20, 2007

Ipê Amarelo

Ipê Amarelo em Barão Geraldo. A dificuldade é fotografar sem aparecer postes, fios, telhados, muros, grades, alambrados. Sorte ele ser grande para superar tudo isso majestosamente e literalmente parando o trânsito do bairro. Para quem conhece fica na Av Sta Isabel.
Posted by Picasa

sábado, julho 07, 2007

Tabebuia pallida



Ipê Rosa. Esse ipê de tamanho colossal é meu vizinho. Diferente do ipê bola sua floração é mais longa e podemos curtir o visual por várias semanas. Quando mudei para Campinas foram essas árvores que mais me chamaram a atenção, no Rio era muito difícil ver um ipê florido desse tamanho e com tanta beleza. Em Campinas isso é bastante freqüente.
Posted by Picasa

segunda-feira, junho 25, 2007

Ipês de junho

Nesse mês em Barão Geraldo especialmente os ipês fazem um belo espetáculo. Quem conhece o ipê bola com os cachos rosas em forma de bolas ou de hortênsias. Todo ano aguardamos essa época para saber como ficarão essas árvores e se o espetáculo será maior que do ano anterior. Sempre vale a pena a espera e vou colocar a foto aqui para registrar.

terça-feira, agosto 22, 2006

Onze-horas, ou beldroega

Onze horas e tudo bem! Nem tudo, o foco ficou ruim, tem uma sombra atrapalhando, mas resolvi publicar mesmo assim. Posted by Picasa

Ipê Rosa e Pau Brasil

Olhando bem esse ipê reparamos que tem um pau-brasil dentro dele. Reparem na copa verde entremeada e mais baixa. Os dois foram plantados juntos e os troncos se juntaram. O efeito é no mínimo interessante esse casamento verde e rosa. Seria o pau-brasil de cabeleira rosa ou ipê com coração pau-brasil? Ao lado deles tem um belo pau-brasil bem grande e bem formado que deve invejar as flores que o irmão menor apresenta. Posted by Picasa